Massagem Tântrica 

Felicidade não é uma emoção para ser perseguida com o auxilio da razão.

Ser feliz só pode acontecer aqui e agora pelo encontro de si mesmo através do prazer integral, sem medo, sem culpa, sem planos.

O Tantra é uma antiga filosofia Hindu naturalista, sensorial e desrepressora.

A palavra é composta por duas raízes acústicas: “Tan”, que significa expansão e Tra, libertação.

A massagem tântrica é um dos caminhos para experimentar a felicidade. Provavelmente o mais fácil e mais prazeroso dos caminhos.

Seu objetivo é despertar e ajudar a desenvolver a “kundalini”, a energia vital, de natureza biológica e manifestação sexual, que brota da base da espinha e ascende através dos chakras tal qual uma serpente subindo pela espinha dorsal, que é sua representação gráfica mais habitual.

Embora existam várias técnicas para a execução da massagem tântrica, a chave para manifestação da kundalini é a intenção, tanto de quem aplica a massagem quanto de quem a recebe, e a relação de confiança entre ambos.

“Praticar a massagem é entrar em profunda sintonia sensorial e energética com quem recebe, perceber sua reação a cada toque e ajudar a pessoa a expandir-se sensorialmente entregando-se ao percurso da espiral ascendente da kundalini rumo ao sétimo chakra (Sahasrara), localizado no topo da cabeça.

”O resultado sensorial da massagem é um intenso prazer que só pode ser traduzido pelo iniciante, de acordo com seu repertório, como sexual, embora transcenda, a cada nova massagem, tudo que ele já tenha experimentado.

Mas um segundo resultado, tão sutil quanto importante, é o vislumbre do “Samadhi”, um estado especial de contemplação que eleva a consciência do ser integral.

“O mínimo que se obtem de uma massagem tântrica é um momento de prazer sensorial sem culpa.

Mas é uma excepcional oportunidade para o auto-conhecimento através da liberdade e da expansão da consciência.”