MASSAGEM SUECA: A massagem teve seu início na medicina tribal, onde era feita com o emprego das mãos pelos pajés, feiticeiros e chefes tribais, com fumigações, raízes e folhas de plantas, óleos aquecidos ou não, de origem vegetal ou animal, etc... 

Vêm desde essa época os benefícios da massagem, passando depois pelos povos do Oriente Médio e povos jônicos (gregos), sendo os atenienses os mais adiantados, pois estabeleceram em sua cultura as ciências como filosofia, escultura, cultura física e massagem, práticas essas aprendidas dos povos orientais. 

Desde o surgimento da prática da massagem na medicina tribal, muitos séculos se passaram. 

Passou-se pela Idade Média, pela Era Contemporânea e entre os anos de 1776 e 1862, um professor sueco de Artes Bélicas e Mestre de Armas, Peer Henrik Ling (com 32 anos), que era considerado o melhor espadachim do mundo, durante um duelo à florete teve seu braço atingido no músculo longo (supinador), que dá movimento ao punho. 

A atrofia deste músculo desenvolve-se de forma progressiva e causa aleijão, havendo a necessidade de se cortar a mão para evitar-se esse desenrolar. 

Nesta época, havia em Paris um cirurgião, Dr. Ambroise Parré, que convidou Peer Henrik Ling para ir a Paris e ser operado por ele, conseguindo com isso 80% de sucesso. Ling, não conformado, na tentativa de cura total se valeu da massagem e da ginástica, e após três anos estava não só curado, mas havia criado um sistema com bases científicas de terapia cinesiológica e massoterápica. 

Levando desde então o método o seu nome, que também ficou conhecido em todo mundo como Sistema Sueco de Massagem, Ling foi muito procurado e alcançou vários êxitos no tratamento de pessoas portadoras de lesões. Este fato levou o seu sistema de massagem a ser conhecido, respeitado e ensinado em todos os centros da Europa, tornando-se uma ciência paramédica. 


A massagem sueca tradicional combina elementos de fisiologia e ginástica, assim como certas técnicas da China, Egito, Grécia e Roma. 


A massagem sueca é mais focada nas camadas mais superficiais da pele para aliviar tensão nos nervos, músculos e glândulas enquanto melhora a circulação geral do corpo.


Ao longo do tempo a Massagem Sueca foi sendo difundida pelos quatro cantos do mundo. 


O profissional de Massagem Sueca deve ter excelente coordenação motora, agilidade manual, noções de força, distância e velocidade. 


É necessário exercitar as mãos para torná-las fortes, resistentes, musculosas e quentes, pois a pessoa que vai receber a massagem precisa sentir que está entrando em contato com a vitalidade, a saúde e o equilíbrio. 


Manter essa vitalidade recebida implica, por parte do paciente, em ter uma alimentação saudável, dormir o necessário para o repouso corpo-mente, praticar um esporte ou fazer caminhadas e não cometer excessos de qualquer espécie. 


Todo esse trabalho traz como resultado uma total presença no corpo, uma atenção plena de todas as situações ocorridas no dia a dia e uma facilidade de encontrar através do seu equilíbrio as respostas, as soluções dos problemas e a cura das dificuldades da qual nos vemos cotidianamente envolvidos. 


O contato com a vitalidade nos deixa mais alegres, felizes, abre nossa visão para tudo que pode nos dar prazer na vida, faz com que possamos perceber nossos "pré-conceitos" ligados aos comportamentos sociais, mentais, emocionais e físicos, nos mantendo prisioneiros a esses conceitos e trazendo a doença para nossa vida.